Nutrindo o Ser



Denise Haddad fala sobre a saúde alimentar e trás uma receita deliciosa de Mousse

A preservação à Natureza se inicia dentro de nós, a partir de nossas escolhas podemos acessar o universo dos reinos naturais e observar a relação existente entre a qualidade do que ingerimos e suas conseqüências como a saúde no corpo, nos pensamentos , nas emoções.


Para o corpo, isto significa aproximar-se de seu estado natural: saúde, força, flexibilidade, beleza, vitalidade e longevidade. Para a mente significa serenidade, clareza, criatividade, sensibilidade e foco.


Despoluir e preservar a Natureza do corpo, pode ser um importante passo e contribuição a dar para a ecologia ambiental planetária. Na medida em que sua alimentação torna-se mais pura e natural, você se harmoniza mais e mais com a Sabedoria da Natureza.


Alimentar-se bem e com harmonia, além de prazer é a cura de muitas doenças. Podemos assim, transformar a cozinha em um laboratório de saúde.


Através da alimentação cultivada na terra, alimentada pelo sol, pelo ar e pelas águas, estabelecemos uma troca de informação. Além disso , o contato direto com a terra e o envolvimento com a produção de alimentos promove uma reorganização do convívio humano e também uma reflexão sobre o modo de estar no mundo integrado na rede da vida.


Quando unidos pela experiência básica do sabor dos alimentos (sabor=saber), encontramos um ambiente onde somos iguais, nos acolhendo uns aos outros e nos tornamos mais sensíveis aos seres vivos que compartilham este planeta. Vivemos assim o re- conhecer, re- conectar, da nossa vida presente.


Um alimento não é constituído apenas de elementos químicos materiais, mas é algo vivo, dinâmico e interage com todo o universo que participa de sua criação. Por isso o cuidado externo deve ser desde a escolha dos grãos, das raízes, das folhas e dos frutos até a reverência despojada e simples ao prepará-los e ingeri-los.


Nesse aprendizado é necessário combinar adequadamente estes alimentos, criando, assim, novos e saudáveis hábitos alimentares.


Aspecto estético influi na boa digestão, quando olhamos para uma mesa bonita e bem posta, já tem inicio a secreção salivar.


Os alimentos oferecem cores e aromas agradáveis que podem ser utilizados por exemplo em uma salada ao ser composta por folhas, frutas, raízes, flores, sementes , brotos e amorosamente ornamentada, proporciona uma refeição completa, bela e saborosa.


A aparência, cor e forma do alimento despertam em nós os sentimentos de gratidão, de elevação e de alegria.


Alimentos orgânicos, integrais, sem aditivos químicos de qualquer espécie, contem densidade nutricional, vida e energia. Possuem 20% menos de água em sua composição, significa que os nutrientes estão mais concentrados por isso são alimentos mais ricos em nutrientes assim como possuem conteúdo maior de açúcar, maiores niveis de vitamina C e A.


Estudos revelam que existe uma acentuada diferença no conteúdo de alguns minerais essenciais do alimento orgânico em relação aos convencionais: 63% a mais de cálcio, 73% a mais de ferro, 118% a mais de magnésio, 178% de molbidenio, 91% de fósforo, 125% de potássio, 60% zinco. Menos 29% de mercurio.


Alimentos com agrotóxicos (convencional) tem quantidade de agua excessiva, o que dilui muito sais minerais e vitaminas reduzindo quantidade de nutrientes no alimento.


Tanto o sabor, a durabilidade e o tempo de conservação, são comprovadamente muito maiores, devido a terem doses menores de substancias nitrogenadas como nitritos e nitratos e uma nutrição e manejo de adubaç̧ão mais orgânica.


O segredo da vida é o solo, porque do solo dependem as plantas, a água, o clima e nossa vida. Tudo esta interligado. Não existe ser humano sadio se o solo não for sadio.


Os alimentos do reino vegetal, crus e vivos (germinados e brotos) tem maior vitalidade, nutrientes, energia e saúde.


Alimentos não-cozidos, de um modo geral, estão mais próximos da fonte da vida. Suas enzimas e nutrientes conservam-se ativos e biodisponíveis, o que facilita e aperfeiçoa o trabalho de digestão e assimilação do organismo. Isto economiza energia e, por conseguinte, traz saúde, longevidade e bem-estar.


Alimentos vivos aumentam o quociente de luz da estrutura viva. Isto significa que o padrão vibracional é ampliado através deste tipo de alimentação, o que facilita o contato com as freqüências mais elevadas da vida. Criam assim condições para o corpo se desintoxicar, remover detritos e aumentar a circulação de energia em seu sistema.


O processo de germinação contribui para que grãos e sementes potencializem seus nutrientes, e se transformem em alimentos de maior qualidade nutricional, oferecendo também maior biodisponibilidade (habilidade efetiva do corpo em digerir e absorver nutrientes).


São muitas as vantagens do consumo de alimentos germinados: elimina compostos inibidores de enzimas; aumenta o número de enzimas digestivas e de lignanas (compostos fitoquímicos similares ao estrogênio, que tem propriedades anticancerígenas, principalmente em relação ao câncer de mama e cólon); melhora a qualidade do sono e a pressão arterial, entre outras propriedades.


Aproveitando a estação, segue uma receita maravilhosa utilizando o abacate que é rico em potássio, diminui radicais livres, baixa pressão arterial, rejuvenesce o organismo, baixa colesterol.


Sendo também o cacau rico em cobre, magnésio, ferro, fosforo, potássio, anti- oxidantes, estimula funcionamento cerebral:


Mousse de Abacate com Cacau


Ingredientes:


500g de abacate maduro

2 colheres de sopa de cacau em pó orgânico

½ x de tamara rehidratada


Modo de preparo:


Deixe a tamara de molho no dia anterior com pouca agua o suficiente para amolecer.


Bata no liquidificador ate formar uma pasta, acrescente o abacate e o cacau. Coloque na geladeira por 2horas.


Decore com frutas frescas,( uva, morango, carambola).


Rendimento: 8 porções. Delicie-se!

#FanGourmet #Gastronomia

Você pode gostar de ler também: